Navegação rápida por teclas de atalho.

Há 3 teclas de atalho codificadas em todas as páginas, as quais permitem saltar directamente para um dos 3 elementos seguintes. Caso o elemento não exista na página a tecla de atalho não estará disponível.

Entrada
Corpo da página (ALT + 2)
PROTOCOLO COM A FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

É com extrema honra que a Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA) anuncia a assinatura de um protocolo de colaboração com a Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC).

A concretização desta extraordinária parceria entre estas duas distintas entidades, teve lugar no passado dia 14 de fevereiro, nas instalações da FMUC, durante o "Ciclo de Palestras - Afetos e Saúde".

Assinatura de Protocolo com a FMUC - 1Assinatura de Protocolo com a FMUC - 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assinatura de Protocolo com a FMUC - 3Assinatura de Protocolo com a FMUC - 4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assinatura de Protocolo com a FMUC - 5

Assinatura de Protocolo com a FMUC - 6Assinatura de Protocolo com a FMUC - 7

 

 

 

 

 

 

 

Assinatura de Protocolo com a FMUC - 8Assinatura de Protocolo com a FMUC - 9

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
NÃO VÁS NO BAILHINHO!

No passado dia 14 de fevereiro, a Delegação Regional da Madeira da Fundação Portuguesa “A Comunidade Contra a SIDA” (FPCCSIDA) em colaboração com a Associação para o Planeamento da Família (APF), a Associação Abraço, o grupo Mad le´s Femme e a rede ex aequo (rea), assinalaram o Dia Internacional do Preservativo, sob o lema “Não vás no Bailhinho!”.

Esta iniciativa, que teve lugar no Dia dos Namorados, decorreu na placa central e ruas circundantes da cidade do Funchal, no período da tarde, e teve como objetivo promover o uso dos preservativos, masculinos e femininos, como meio de prevenção da infeção por VIH e outras infeções sexualmente transmissíveis (IST) bem como a gravidez indesejada.

O lema "Não vás no Bailhinho!", pretende assim chamar a atenção e promover, de forma divertida, o uso do preservativo como algo prático, fácil de usar e uma forma eficaz (se usado corretamente) de prevenção de qualquer infeção/doença sexualmente transmissível, bem como uma gravidez não planeada. Ainda permite sensibilizar para a capacidade de afirmar o NÃO, caso exista tentativa para uma relação sexual desprotegida.

As entidades envolvidas através de jogos interativos distribuíram kits personalizados e folhetos, pretendendo assim que o acesso aos preservativos e o seu uso frequente e consciente esteja ao alcance de toda a população.

Não vás no Bailhinho - 1

Não vás no Bailhinho - 2Não vás no Bailhinho - 3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não vás no Bailhinho - 4Não vás no Bailhinho - 5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
EXPOSIÇÃO DE POSTAIS DE S. VALENTIM

O Centro de Aconselhamento e Orientação de Jovens (CAOJ) de Setúbal, divulga a exposição de postais alusivos ao Dia de S. Valentim - Dia dos Namorados, realizada pelos/as alunos/as da Escola Básica 2º e 3º Ciclos de Aranguez do Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama, com quem temos o privilégio de colaborar na implementação do Projeto Nacional de Educação pelos Pares (PNEP).

Esta exposição resultou de um concurso de postais para o Dia dos Namorados. Todos os/as alunos/as da escola puderam participar, através da elaboração de postais, que foram expostos na mesma ou depositados num marco do correio colocado para o efeito.

Felicitamos esta iniciativa promotora de afetos, que sem dúvida espelha um trabalho de parceria entre a escola e a Fundação "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA), ao longo dos últimos anos.

Exposição de Postais de S. Valentim 2018 - 1

Exposição de Postais de S. Valentim 2018 - 2Exposição de Postais de S. Valentim 2018 - 3

 

 

 

 

 

 

 

Exposição de Postais de S. Valentim 2018 - 4Exposição de Postais de S. Valentim 2018 - 5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Exposição de Postais de S. Valentim 2018 - 6Exposição de Postais de S. Valentim 2018 - 7

 

 

 

 

 

 

 

 
MADEIRA JOVEM - LINHAS DE AÇÃO PARA A JUVENTUDE

No passado dia 8 de fevereiro a Delegação Regional da Madeira da Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA) fez-se representar na auscultação regional realizada aos/às jovens e entidades com atuação transversal na área da juventude.

Esta reunião, insere-se no Projeto “Madeira Jovem – Linhas de Ação para a Juventude” da Secretaria Regional da Educação, nomeadamente, da Direção Regional de Juventude e Desporto, e tem como principal objetivo a elaboração de um documento que apresente novas linhas estratégicas para a Juventude da Madeira e do Porto Santo.

Nesta ação estiveram presentes várias entidades do segundo e do terceiro setor e reforçou-se a importância da intervenção em rede.

De salientar o contributo da Delegação Regional da Madeira da FPCCSIDA em fazer parte integrante deste projeto sendo prioritária, cada vez mais, a sensibilização da comunidade juvenil e entidades para as temáticas e problemáticas a que estamos associados.

Madeira Jovem  Linhas de Ação para a Juventude - 1

Madeira Jovem  Linhas de Ação para a Juventude - 2

 
A LETTER TO MY YOUNGER SELF - CHRISTOPHE

A Letter to my Younger Self - Christophe

 
AUMENTO DO NÚMERO DE MORTES POR INTOXICAÇÃO ALCOÓLICA

Mortes por Intoxicação Alcoólica Ultrapassam os Óbitos por Overdose

 
SIM AOS AFETOS, NÃO À DISCRIMINAÇÃO

A Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA), através do Centro de Aconselhamento e Orientação de Jovens (CAOJ) de Coimbra, deu continuidade à parceria estabelecida com o Estabelecimento Prisional de Coimbra (EPC), desenvolvendo o projeto “Sim aos Afetos, Não à Discriminação” que visa potenciar os afetos e a criatividade como estratégia de promoção da saúde e da não discriminação.

Esta ação, que decorreu de 4 a 14 de dezembro, teve um total de 7 sessões, de 90 minutos. Nestas abordaram-se diversos temas, nomeadamente, a importância dos afetos no relacionamento interpessoal, na promoção da saúde e da não discriminação e VIH/Sida e outras IST.

Como resultado final deste projeto, para além de sensibilizar a comunidade reclusa que participou no mesmo, para as problemáticas já mencionadas, foi o de sensibilizar toda a comunidade prisional e seus visitantes, para as questões da não discriminação e da importância dos afetos, uma vez que os trabalhos elaborados foram expostos, na sala de visitas deste estabelecimento e na janela principal nos serviços clínicos, tornando estes espaços mais alegres e acolhedores.

Esta atividade contou com a participação de 10 reclusos.

Sim aos Afetos Não à Discriminação - 1Sim aos Afetos Não à Discriminação - 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sim aos Afetos Não à Discriminação - 3

Sim aos Afetos Não à Discriminação - 4

 
ALTERAR A EDUCAÇÃO

Changing Education

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 10 de 131